Peeling Químico em Florianópolis

Peeling Químico em Florianópolis

Peeling é todo processo em que há a remoção das camadas mais superficiais da pele, seja com o uso de um produto químico, físico ou laser. Nesses casos, ocorre a destruição controlada de parte ou de toda epiderme, com ou sem a derme, levando a esfoliação e remoção de lesões superficiais, seguida pela formação de um novo tecido dérmico e epidérmico.

O peeling pode ser superficial, médio ou profundo e pode ser aplicado no rosto, mãos, braços, pescoço e colo.

Com essa remoção, a pele se renova, além de haver estimulação da produção de colágeno, substância que dá firmeza à pele. Os peelings são indicados para tratamentos de problemas de pele. Suas principais utilizações são rejuvenescimento, manchas na pele, cicatrizes de acne, flacidez da pele e o resultado variando conforme a profundidade imposta para esse recurso.

Nestes procedimentos podem ser utilizados diversos tipos de ácidos de acordo com o resultado que se deseja obter e com a profundidade que se deseja atingir. Com isso, a indicação é a questão mais importante na realização do peeling químico e cabe ao médico, com sua experiência, analisar o tipo de pele, o tipo de lesão para definições embasadas.

INDICAÇÕES

Para Dra Josy Sasaki a indicação é a questão mais importante na realização do peeling químico e cabe ao médico, com sua experiência, analisar o tipo de pele, o tipo de lesão e o procedimento a ser utilizado.

Recomendando, principalmente aos casos de indivíduos que desejam eliminar espinhas e manchas ou que possuam queratoses actínicas ou ainda hiperpigmentação pós-inflamatória.

COMO É O PROCEDIMENTO

Existem duas formas de classificar os peelings. A primeira é através de sua profundida e o segundo através do tipo de material usado para agredir a pele.

Peeling Superficial

O procedimento compreende o uso de ácidos, como por exemplo, ácido hialurônico, ácido glicólico de baixa concentração, compostos com tricloroacéticos, retinaldeídos, salicílicos; e também uso de aparelhos como o ultrassom estético, jatos de cloridróxido de alumínio, ponteiras especiais com propriedades esfoliativas suaves ou de controle de potência e profundidade e outros.

Neste peeling é retirado a camada mais superficial da pele com quase nenhuma descamação visível, atuando apenas formação do colágeno na pele. Dessa forma, pode melhorar o aspecto, vigor e hidratação da pele.

Peeling Médio

Este peeling esfolia a epiderme quase que totalmente, além da camada chamada córnea, e atenua as rugas finas e médias e alguns tipos de manchas da pele mais superficiais e tem a capacidade de possibilitar a renovação da camada externa da pele, estimulando também a formação do colágeno.

Pós- Operatório

Cabe ao paciente após a aplicação do peeling realizar compressas frias e infusões de camomila no local.

Retorno ao consultório para a aplicação e hidratações para ajudar a tirar as crostas residuais e amenizar o edema.

No dia a dia usar hidratantes que possuem filtros solares.

Não se expor na luz solar ou em lâmpadas fluorescentes e se possível evita mudanças de temperatura.

De modo geral, é importante tomar cuidados com a proteção solar, para não danificar a pele. Além disso, normalmente é indicado o uso de ácidos mais suaves por entre 15 e 30 dias para preparar a pele para o peeling, normalmente são usados cremes com ácido retinoico, glicólico e hidroquinona.