Tratamento contra transpiração excessiva em Floripa

Tratamento contra transpiração excessiva em Floripa

A transpiração excessiva, ou hiperidrose, é um incômodo muito comum entre as pessoas. Causa mau odor e marcas de suor nas roupas e, os dias quentes ou comida apimentada pioram a sudorese.

Essa condição ocorre por um desequilíbrio do sistema nervoso, como também por causa de fungos e bactérias. As razões desse desequilíbrio também podem ser obesidade, menopausa, alterações hormonais, uso de remédios antidepressivos ou até ansiedade.

Além disso, mudanças de temperatura, exercícios físicos ou a ingestão de alimentos termogênicos podem causar transpiração excessiva. Para os que sofrem com hiperidrose, o problema pode acontecer mesmo com o corpo em repouso. Saiba mais!

Sintomas da transpiração excessiva

A hiperidrose não faz mal à saúde, mas incomoda as pessoas portadoras dessa condição. Os sintomas são suor excessivo, principalmente nas mãos, axilas, pés, testa e couro cabeludo. Além disso, a transpiração excessiva pode causar vermelhidão na pele.

Além da sudorese, podem se manifestar sintomas como dor ou pressão no peito, perda de peso, falta de ar e taquicardia. Estes sintomas podem indicar uma doença subjacente, sendo a hiperidrose um dos sintomas, como o hipertireoidismo.

Com ajuda médica, através de questionamentos sobre os sintomas, é possível diagnosticar se a hiperidrose está relacionada a outras doenças. Portanto, considere buscar ajuda de um especialista.

Como tratar a transpiração excessiva

Existem vários tratamentos ou cuidados que controlam a transpiração excessiva. Quer descobrir quais são? Então, confira algumas opções para o tratamento da hiperidrose!

Desodorantes específicos

Com a indicação de um dermatologista, pode-se utilizar desodorantes com componentes específicos para controlar a sudorese excessiva.

Cuidados com a higiene pessoal

Evitar tomar banhos muito quentes, além de higienizar bem as axilas e extremidades com sabonete antisséptico pode ajudar a controlar o problema. Manter os pelos da axila depilados ou curtos pode evitar a retenção de bactérias, evitando a sudorese excessiva. Portanto, cuidar bem da higiene pessoal, contribui muito para evitar a sudorese.

Estilo de vida

As pessoas que possuem transpiração excessiva devem evitar ou diminuir o consumo de alimentos apimentados, além de bebida alcoólica e cigarros. Bem como dar preferência a roupas leves e claras, de materiais que permitem a respiração da pele para evitar a transpiração em excesso.

Medicamentos orais e tópicos

Quando o grau da hiperidrose está mais elevado, o médico pode indicar o uso de medicamentos, orais ou tópicos. Alguns podem ser à base de oxibutinina, que age nas glândulas sudoríparas, reduzindo a produção de suor.

Aplicação de toxina botulínica

O dermatologista pode indicar o tratamento com toxina botulínica nos casos mais graves de transpiração excessiva. Aplica-se a toxina nas áreas onde ocorre maior concentração de suor. Esse tratamento é indicado em áreas como axilas, testa e couro cabeludo. As aplicações têm efeito num período de oito a doze meses.

Tratamentos cirúrgicos

Nos casos mais graves, pode-se indicar tratamentos por intervenções cirúrgicas. Um dos procedimentos consiste em retirar as glândulas sudoríparas localizadas nas axilas. Outro procedimento cirúrgico para tratar a hiperidrose é a simpatectomia. Consiste em retirar e queimar os gânglios da cadeia simpática, ou as glândulas defeituosas. Esse processo faz as glândulas pararem de produzir suor, mas há risco de o suor ser produzido em excesso por outras áreas.

Então, agora que você já consegue identificar as causas e problemas que a transpiração excessiva pode causar, conte com um profissional especializado para te ajudar!

(CRM/SC | 14625 RQE 12663)

Fontes: Dermaclub, Beleza na Web e Minha Vida.

Deixe um comentário