Prevenção do câncer de pele em clínica de Florianópolis

Prevenção do câncer de pele em clínica de Florianópolis

A exposição exagerada ao sol não resulta apenas no envelhecimento precoce, mas também em vários outros danos, inclusive, o câncer de pele. Muitas são as propagandas que incentivam a prevenção da doença, inclusive a campanha do Dezembro Laranja, que reforça a importância de se proteger.

Embora muitas pessoas não saibam, o câncer de pele pode ser resultado da exposição solar desprotegida de anos atrás, ou seja, a falta de proteção ao se expor ao sol na infância e adolescência, aumenta os riscos de se desenvolver a doença na fase adulta.

É fundamental se conscientizar sobre os perigos da radiação solar e saber aproveitar os dias ensolarados com segurança. Veja aqui algumas dicas!

Como se prevenir do câncer de pele?

Os dias de verão são muito divertidos, afinal, são propícios a deliciosos banhos de mar, cachoeira e piscina. Porém, é fundamental se atentar aos perigos da exposição exagerada ao sol. Veja como se prevenir:

1. Bloqueie a passagem do sol

Para isso, invista em barracas grossas e em chapéus/bonés, blusas próprias e óculos de sol. As barracas mais indicadas são as de lona ou algodão, pois absorvem 50% da radiação ultravioleta. Saiba que as de nylon podem deixar passar cerca de 95% dos raios UV.

2. Use sempre o filtro solar

Nunca deixe de usar o protetor solar, inclusive no dia a dia.  Aplique-o, ao menos, 20 minutos antes da exposição solar e escolha um que seja indicado ao seu tom de pele. Reaplique-o sempre após os mergulhos ou a cada duas horas. Proteja os lábios, orelhas e os pés, além da pele em geral. Saiba que parte da radiação ultravioleta é refletida na areia, chegando até sua pele.

3. Respeite os horários de sol forte

Evite a exposição solar entre as 10h e 16h, já que a incidência de radiação ultravioleta é mais alta.

4. Atente-se aos sinais

Fique atento ao seu corpo, em sinais de pintas ou lesões novas na sua pele. Uma pinta de forma e tamanho diferente, bem como feridas que demoram a cicatrizar, requerem atenção. Na dúvida, consulte um dermatologista, afinal, o diagnóstico precoce evita problemas mais sérios e aumenta as possibilidades de um tratamento estável e boa recuperação.

5. Fique atento ao histórico familiar

Preste atenção ao histórico de problemas de pele em sua família, pois pode sugerir cuidados especiais. É importante saber que pessoas de pele clara, com mais de 40 anos, olhos e cabelos claros ou ruivos, também são mais propensas a desenvolver o câncer de pele. Portanto, cuidado redobrado!

6. Mantenha a hidratação da pele

Hidratar a pele ajuda a manter a proteção natural. Para isso, beba cerca de dois litros de água e não deixe de usar cremes hidratantes.

O sol pode ser responsável por causar tumores benignos, não cancerosos, quanto os cancerosos, como o carcinoma espinocelular, carcinoma basocelular e o melanoma. A maioria dos cânceres de pele é resultante da exposição ao sol, então, cuide-se!

E lembre-se de que, qualquer sinal na sua pele que te deixe com dúvidas, é importante buscar ajuda de um dermatologista.

Para mais informações acompanhe nossas redes sociais e demais conteúdos do blog!

Clique aqui para agendar uma consulta com nossa equipe

(CRM/SC 14625 RQE 12663)

Referências: Brasil.gov, Árago, Hospital Sírio-Libanês, Vila Mulher, SBD e Estadão.

Deixe um comentário