Unha encravada: como prevenir e tratar

Unha encravada: como prevenir e tratar

Unha encravada é uma das doenças nos pés mais comuns e que pode acometer pessoas de todas as idades. A chamada onicocriptose ocorre quando a borda da unha encrava na fina pele do dedo e ao penetrar na carne, causa uma inflamação.

O local fica inchado, dolorido e corre-se o risco de ser contaminado por agentes infecciosos, formando pus. Ocorre, comumente, nas unhas dos pés, porém pode também afetar as unhas das mãos.

Conheça aqui algumas causas, formas de prevenção e tratamentos para essa patologia ungueal.

Quais são as causas da unha encravada?

A unha encravada pode estar relacionada a diferentes causas, como corte incorreto, calçados apertados e hereditariedade.

1. Calçados apertados

Usar calçados muito apertados também facilita a ocorrência de unha encravada. Isso porque a pressão nesse local contribui com seu crescimento irregular, fazendo com que a borda da mesma entre na carne. Após a inflamação, o uso contínuo de calçados apertados se torna um agravante, favorecendo a proliferação de fungos e bactérias.

2. Corte das unhas

Em muitos casos esse é um problema resultante do corte das unhas, ou seja, se o indivíduo costuma deixá-las com pontas arredondadas e muito curtas, favorece o crescimento errado, em formato de concha, e isso contribui com o encravamento.

3. Fator hereditário

Pessoas com histórico familiar de onicocriptose fazem parte do grupo apto a desenvolver a doença. Além disso, a unha encravada também é resultante da morfologia da unha, quando curvada para baixo, e anatomia dos dedos.

Como prevenir que a unha fique encravada?

Para prevenir que a unha fique encravada, é preciso se atentar a alguns cuidados. Entre eles:

1. Cortar as unhas a cada quinze dias:

Dessa forma você não precisa deixar as suas unhas muito curtas, já que fará apenas uma “manutenção” a elas. Além disso, essa rotina de cuidados contribui para que a unha não fique encravada, já que você poderá cortar suas pontas.

2. Contar com um profissional especializado:

Procurar um profissional especializado como forma de evitar o problema, bem como sempre que for preciso. A especialista utilizará equipamentos corretos e esterilizados, agindo da forma correta contra o encravamento.

3. Cortar a unha em formato quadrado:

As unhas possuem um formato padrão para crescer e quando você corta as laterais, a pele ocupa seu espaço. Assim, quando as unhas começam a crescer novamente, disputam seu lugar anterior com a pele crescida, pressionando o dedo e causando o encravamento.

4. Lixar as unhas após o corte:

Lixar ajuda a remover as pontinhas de unhas que podem encravar, chamadas de espículas.

5. Evitar o uso de calçados apertados:

Dê preferência ao uso de calçados abertos, como chinelos e sandálias. Mas se precisar usar calçados fechados, opte pelos de bico largo ou arredondado para não pressionar os dedos.

Qual é o tratamento para unha encravada?

O melhor a se fazer é procurar ajuda de um profissional especializado para resolver o problema antes que se contamine. Dessa forma, você não corre o risco da doença se agravar devido a infecção.

Em casa, pode-se aliviar a dor deixando o pé na água quente e com sal, além de passar pomadas à base de cânfora, mentol ou eucalipto. Para receitar o melhor tratamento, enfatizamos a importância de se consultar com um profissional capacitado.

Geralmente o tratamento para os casos mais leves inclui o uso de órteses acrílicas, antibióticos e algodão entre as unhas. Já para os casos mais graves, pode-se indicar procedimento cirúrgico para retirar a unha encravada, bem como todo tecido inflamado.

Gostou do conteúdo? Aproveite para fazer uma leitura sobre unhas quebradiças!

CRM/SC | 14625 RQE 12663

Fontes: Tudo Ela, Minha Vida e Tua Saúde.

Deixe um comentário