Tratamento de espinhas em clínica de Florianópolis

Tratamento de espinhas em clínica de Florianópolis

A acne é um quadro que pode surgir em qualquer idade, afetando pessoas que têm a pele oleosa, mista ou seca. Como evitar espinhas é a grande questão, principalmente em pele do tipo oleosa, que está mais propensa ao problema. Isso ocorre devido à quantidade de sebo produzido pela cútis, o que aumenta a colonização de bactérias.

Além disso, é importante saber que o verão é a estação que requer mais cuidados. Isso porque aumenta a sudorese, bem como as impurezas depositadas sobre a pele, resultando na obstrução dos poros. Mas vale enfatizar que ninguém está livre de sofrer com essas inflamações, mas existem maneiras de evitá-las. Entenda melhor aqui!

Como evitar espinhas e sua proliferação no verão?

Existem muitas formas de se evitar espinhas e aqui selecionamos algumas. Confira!

1. Faça limpeza de pele

O mais indicado é que se faça uma vez por mês a limpeza de pele, mas para casos mais avançados, dê o intervalo de quinze dias. Mas atenção! Faça o procedimento com um profissional especializado para não agravar o seu problema. Somente um especialista sabe quais são os produtos mais indicados ao seu tipo de pele.

2. Escolha o sabonete adequado

A melhor opção é o sabonete neutro, porém, se as espinhas já são um incômodo, invista nos sabonetes adstringentes e antissépticos. Estes contribuem com a diminuição da oleosidade, controlando a proliferação bacteriana. Porém, não lave o rosto excessivamente, pois quanto mais se retira o sebo da pele, mais sua produção aumenta. Embora o verão contribua para lavagens frequentes do rosto, é indicado lavar apenas duas vezes ao dia, sendo pela manhã e pela noite, com água fria.

3. Use protetor solar oil-free

Ao escolher o protetor solar, prefira um oil-free, ou seja, sem óleo na composição para não favorecer a obstrução dos poros. Dessa forma, você evitará a formação de espinhas, independente do seu tipo de pele.

4. Atente-se à maquiagem

Embora a maquiagem ajude a disfarçar as inflamações e a oleosidade que aumenta com o verão, fique atenta! Os produtos de beleza podem conter substâncias que se alojam no interior da pele. Com isso, aumentam-se as chances de inflamação, causando as espinhas. Você pode investir na maquiagem mineral e no primer, mas é recomendado seguir as orientações do seu dermatologista.

5. Atenção aos tratamentos estéticos

São muitos os procedimentos estéticos contra acne e muitos deles podem ser realizados no verão. Porém, você deve estar bem informado sobre evitar o sol e o uso correto do protetor solar. Entre os tratamentos estéticos contra acne no verão, a luz pulsada é um dos recomendados. Por meio da transmissão de luz e calor, bem como sua ação anti-inflamatória, pode-se evitar espinhas. Além desse, outros incluem: procedimentos com laser e peelings químicos.

6. Invista na alimentação saudável e hidratação

Manter uma dieta equilibrada é uma das formas de como evitar espinhas no verão. Portanto, invista em alimentos leves e refrescantes para manter a sua pele hidratada de dentro para fora. Além da água, que se deve beber cerca de 2 litros por dia, os alimentos indicados são: verduras, sucos, frutas e legumes.

O verão é uma estação que agrava as inflamações da pele. Porém, não basta só saber como evitar espinhas, você precisa seguir essas dicas para desfrutar de uma pele saudável.

E se o seu problema com a acne é mais sério ou essas lesões insistirem em não desaparecer, consulte um dermatologista. Esse profissional vai avaliar o seu caso, indicando o melhor tratamento para pele no verão.

Por que o verão requer atenção redobrada em relação a acne?

É nessa estação que a pele tende a ficar mais oleosa, proporcionando assim, as espinhas. Isso porque as glândulas pilossebáceas promovem a produção exagerada de secreção gordurosa.

Esse excesso acaba por não ser excretado pelos poros, causando o entupimento que resulta nos comedões brancos ou pretos. Além disso, o sol ocasiona a acne solar, ou seja, um tipo de inflamação que ocorre devido a exposição excessiva aos raios solares.

Sem contar que a água do mar e piscina, ou seja, salgada ou clorada, ressecam a pele. Com isso ocorre um aumento na produção de sebo, agravando os quadros de oleosidade. O resultado você já sabe: acne solar!

Agora você já sabe como evitar espinhas, mas se tiver alguma dúvida ou problema mais sério, conte com um dermatologista!

Aproveite e leia também sobre o nível da acne. É importante aumentar seus conhecimentos sobre o problema.

(CRM/SC | 14625 RQE 12663)

 

Fontes: ADCOS, Minha Vida, Safari, Saúde Abril e Delas.

Deixe um comentário