Crioterapia estética em Florianópolis

Crioterapia estética em Florianópolis

Crioterapia estética é uma técnica que pode trazer diversos benefícios. O procedimento resfria parte do corpo com uso de cremes ou determinados aparelhos, com o intuito de combater a flacidez, gordura localizada e também a celulite.

Ao resfriar a região a ser tratada, a pele e o músculo gastam energia ao tentar compensar a temperatura alterada. Através disso, ocorre a eliminação da gordura localizada.

Os efeitos do tratamento se tornam satisfatórios com a ajuda da prática de atividades físicas e uma dieta hipocalórica. Veja aqui mais sobre este tratamento!

Como a crioterapia estética funciona?

Uma técnica diferente para tratamentos estéticos e lesões musculares, a Crioterapia estética, utiliza-se baixa temperatura, seja em sondas resfriadas, previamente, ou jatos em spray.

Também é considerada crioterapia, em uma intensidade mais leve, o tratamento com cremes que possuem em sua composição mentol ou cânfora, causando consequentemente um resfriamento nas áreas em que são aplicados. Por se tratar de uma técnica muito abrangente, pode ser realizada de variadas maneiras.

A crioterapia leve, feita com cremes ou bandagens frias, precisa ser aplicada por esteticistas e dermatologistas. No caso dos tratamentos terapêuticos, é indicado que o tratamento seja aplicado por um dermatologista com experiência nesse tipo de procedimento. Além dos procedimentos estéticos ligados à pele, a crioterapia também pode ser aplicada para tratar lesões musculares. Saiba mais!

Como a Criocirurgia atua no tratamento das lesões através do frio?

As lesões musculoesqueléticas também podem ser tratadas através da baixa temperatura, este procedimento pode reduzir o tempo de reabilitação e/ou reduzir da dor e dos espasmos, redução da temperatura intramuscular e a  redução da velocidade da condução nervosa.

A crioterapia é indicada para traumas musculoesqueléticos agudos, processos inflamatórios nos tendões, pós-operatórios de cirurgias e contraturas musculares. O tratamento depende da lesão, sendo realizado em determinadas áreas.

Lesões malignas requerem um resfriamento mais profundo, enquanto lesões leves podem ser submetidas ao resfriamento por apenas alguns segundos.

Outras atuações da Criocirurgia

A crioterapia estética pode ser aplicada à pele para melhorar a tonicidade, reduzir a celulite e a gordura localizada, além de tratar manchas escuras ou claras. Ao resfriar a região em que se queira tonificar, a pele e o músculo gastam energia para compensar a perda de temperatura, ocorrendo assim, a eliminação da gordura localizada.

Além disso, possui indicações terapêuticas e para tratamentos de lesões na pele, como verrugas, lesões pré-cancerígenas, tumores benignos de pele, lesões infecciosas como leishmaniose, acne inflamatória e outras. Existem casos em que o procedimento pode ajudar na repigmentação da pele ou para o nascimento de pelos.

O tratamento não é indicado para pessoas que estejam com algum tipo de infecção na pele, psoríase (manchas secas que causam coceira) ou feridas abertas. Também é contraindicado para gestantes, pessoas com alguma doença autoimune ou com alguma infecção bacteriana (mesmo que esta esteja próxima ao local da aplicação, por ter possibilidade de agravar o quadro infeccioso).

No caso de pacientes obesos, não se aconselha realizar somente a crioterapia, pois apenas elimina a gordura localizada, não amenizando o excesso de peso. Nesse caso, o aconselhável é também fazer uma dieta balanceada e praticar exercícios físicos regulares.

É interessante aliar a crioterapia estética com uma alimentação saudável, para melhorar a circunferência dos braços, coxas e cintura, pois para proteger a pele é importante utilizar uma proteção solar diária.

Neste caso, considerar um protetor solar com FPS acima de 30. Dessa forma, é possível reduzir os efeitos da radiação solar na pele, causadora de manchas e do envelhecimento.

Que saber mais? Siga nossas redes sociais e demais conteúdos aqui no blog! Facebook e Instagram

CRM/SC | 14625 RQE 12663

Fontes: EDisciplinas, Minha Vida e Tua Saúde.

Deixe um comentário