5 cuidados com a pele na gravidez: Clínica em Florianópolis aborda o assunto

5 cuidados com a pele na gravidez: Clínica em Florianópolis aborda o assunto

Durante a gestação, o corpo passa por inúmeras mudanças, a mais evidente é o aumento do abdome, em consequência do crescimento do bebê e do útero. Problemas comuns na pele podem ser observados, como as manchas escuras e flacidez, adversidades que podem ser prevenidas. Para isso é importante se atentar a alguns cuidados com a pele na gravidez.

Devido às alterações vasculares, além do aumento dos vasos sanguíneos, a pele tende a ficar mais sensível nessa fase. Como a transformação hormonal é mais radical na gravidez, a concentração aumentada do estrogênio e da progesterona, por exemplo, deixa a pele mais propensa à sensibilidade e mudanças.

É essencial tomar alguns cuidados com a pele na gestação para que os sintomas não se tornem permanentes. Confira aqui uma lista com os problemas mais comuns de pele nesse período e os cuidados necessários!

Os principais problemas e quais os cuidados com a pele na gravidez

Muitas mulheres se preocupam, mas alguns problemas de pele são comuns durante o período de gestação. A boa notícia é que existem cuidados com a pele na gravidez, liberados para a futura mamãe.

Porém, retome a atenção para os produtos que utiliza na pele, pois alguns não fazem bem para a saúde da gestante e do bebê. Consulte sempre o dermatologista para tirar as dúvidas e saber o tratamento indicado para cada problema.

1. Melasma

As manchas escuras na pele podem ocorrer na gravidez por conta do grande aumento de hormônios femininos. É importante evitar o sol, além de aplicar regularmente o filtro solar para evitar o melasma.

Após a gravidez está liberado o tratamento com luz intensa pulsada, mesmo durante a amamentação. Após esse período, pode-se utilizar ácidos retinoicos, entre outros.

2. Estrias

Aparecem em até 90% das gestantes por conta do crescimento da barriga ou da retenção de líquidos pelo corpo. As estrias também podem aparecer por conta do estiramento da pele, rompendo as fibras de colágeno.

Uma dica para evitá-las é controlar seu peso, evitando o ganho repentino ou excessivo. Além disso, mantenha sempre a pele hidratada com cremes indicados pelo obstetra ou dermatologista. As estrias já existentes no corpo pré-gravidez não sofrerão alteração, mas pode ser um alerta de uma pele propensa à novas estrias.

3. Varizes

Para evitar as varizes, a gestante deve evitar o ganho de peso excessivo, além de tomar o cuidado de não permanecer longos períodos em pé. A prática de exercícios como natação ou hidroginástica pode ajudar na prevenção e tratamento. Caso o médico indique, use meias de compressão. Outra dica é a realização da drenagem linfática, que pode ajudar a prevenir varizes, na redução de retenção de líquidos e melhora da circulação.

4. Flacidez

Durante a gravidez, é produzido o hormônio relaxina, que aumenta a elasticidade das articulações e tecidos, para preparar o organismo para o parto. Mas, isso somado ao ganho de peso excessivo, pode causar o relaxamento demasiado da pele, originando a flacidez, principalmente após o parto. Para estimular a recuperação da pele, é indicado o uso de loções pós-parto, que podem ser usadas logo nas últimas semanas da gestação.

Outra dica é praticar exercícios de baixo impacto como hidroginástica, yoga e pilates. Eles ajudam a fortalecer os músculos e, junto com uma alimentação balanceada, podem prevenir vários sintomas.

5. Celulites

As celulites são comuns em qualquer fase da vida e na gestação o problema pode se atenuar. Portanto, é importante manter atividades físicas, aliada a uma dieta balanceada para evitá-las. Além disso, é essencial buscar ajuda de um profissional para aplicação de produtos tópicos e/ou drenagem linfática para prevenir o problema. Para quem já sofria com celulite, o dermatologista poderá indicar drenagem linfática duas vezes por semana.

Saiba que algumas substâncias presentes em dermocosméticos são contraindicadas para gestantes. É proibido o uso de produtos com cânfora, pois tem um poder muito grande de absorção, podendo atravessar a placenta, chegando ao bebê. Outras substâncias devem ser evitadas nos cuidados com a pele na gravidez, como ureia e retinol.

Gostou do conteúdo? Siga nossas redes sociais e compartilhe!

CRM/SC | 14625 RQE 12663

 

Referências: DermaClub, GNT, ADCOS e Beleza Today.

Deixe um comentário