Fototipo de pele em Florianópolis

Fototipo de pele em Florianópolis

Você sabia que nosso fototipo de pele está relacionado a uma série de fatores? Herdamos, geneticamente, a pigmentação constitutiva da pele, ou seja, sem interferência de radiação solar.

Mas também temos a cor facultativa, que é aquela que pode ser induzida e reversível, resultante da exposição solar. Conforme a classificação de Fitzpatrick, que é a mais famosa sobre os fototipos cutâneos, temos uma escala que vai de um a seis, sobre a capacidade individual de se bronzear.

A escala de Fitzpatrick, criada em 1976 por Thomas B. Fitzpatrick, médico norte-americano, mostra os cuidados que cada pessoa deve ter ao se expor ao sol. Através dela é possível identificar os tipos de pele que ficam vermelha, por exemplo, e sua sensibilidade. Entenda melhor!

Por que os cuidados variam conforme o fototipo de pele?

Conforme a escala de Fitzpatrick, fototipo cutâneo é um conjunto de características que vão determinar o grau de bronzeamento da sua pele. Através dele é possível identificar o seu fototipo de pele. Assim você conseguirá se prevenir ao se expor ao sol, já que saberá quais os riscos que corre.

É importante saber que quanto menor o seu fototipo cutâneo, mais cuidados você terá que tomar com o sol, ou seja, nesse caso a sua pele é mais sensível aos danos que a radiação ultra-violeta pode causar.

Quais são as características de cada fototipo e os cuidados que se deve tomar?

Conforme a escala de Fitzpat, o fototipo de pele é uma classificação numérica para cada coloração de pele. Veja aqui quais são as características de cada uma delas e quais os cuidados com o sol no dia a dia que são mais indicados:

Pele extremamente branca (fototipo 1)

É aquela que sempre queima, mas nunca fica bronzeada, além de ser bastante sensível ao sol. Esse é o fototipo cutâneo de pessoas com cabelo ruivo ou louro, com sardas ou com olhos verdes ou azuis. É indicado o uso de protetor solar com fator de proteção igual ou superior a 50.

Pele branca (fototipo 2)

Sempre queima, mas fica um pouco bronzeada, mas também é sensível ao sol. É um fototipo de pessoas com cabelo castanho claro ou louro e que geralmente ficam com sardas após tomar sol. O indicado é o uso de protetor solar com fator de proteção entre 30 e 50.

Pele morena clara (fototipo 3)

Tende a queimar, moderadamente, bem como também bronzeia. Ela possui sensibilidade normal ao sol. O fototipo de pele de pessoas com cabelo castanho ou louro escuro. Esse perfil deve usar protetor solar com fator de proteção acima de 20.

Pele morena moderada (fototipo 4)

Tem como característica o fato de queimar pouco, estar sempre bronzeada, mantendo sensibilidade normal ao sol. Este tipo de fototipo cutâneo está relacionado a pessoas com cabelo castanho. Quem pertence a esse grupo, deve usar protetor solar com fator de proteção acima de 15.

Pele morena escura (fototipo 5)

Raramente queima, mas se mantém sempre bronzeada e é pouco sensível ao sol. É o fototipo de pessoas com cabelo preto ou castanho. Para esse perfil, é indicado o uso de protetor solar com fator de proteção acima de 15.

Pele negra (fototipo 6)

Não se queima, já que é totalmente pigmentada, sendo assim, é insensível ao sol. O fototipo está relacionado a pessoas com cabelo preto e que pode usar protetor solar com fator de proteção inferior a 15.

 

Seja qual for o seu tipo de pele, a exposição solar deve ser feita com moderação e com filtro solar com FPS 15, no mínimo. Hidrate muito a pele e tome bastante líquido, para evitar o ressecamento. Permaneça na sombra sempre que possível.

Consulte seu dermatologista regularmente, para prevenção de problemas e para uma correta orientação sobre os cuidados diários.

Acompanhe nossas redes sociais para mais dicas a saúde de sua pele! Facebook e Instagram 

CRM/SC | 14625 RQE 12663

 

Fontes: SBD, Lifestyle, Revista Negócio Estética e Dermaclub.

Deixe um comentário