Tratamentos dermatológicos indicados para o inverno em Florianópolis

Tratamentos dermatológicos indicados para o inverno em Florianópolis

Tratamentos estéticos com laser e com substâncias químicas são opções durante a temporada mais fria do ano

O tempo frio requer cuidados adicionais para manter a pele macia e sem ressecamento. Ao mesmo tempo, o inverno representa um bom período para a realização de tratamentos dermatológicos, que requerem menor exposição ao sol.

O inverno é uma boa época para tratamentos como laser, peeling e aplicação de ácidos que visam o rejuvenescimento da pele. Como a exposição ao sol tende a ser menor, os efeitos desses procedimentos são mais intensos, pois as pessoas usam roupas mais fechadas e realizam menos atividades ao ar livre.

Os procedimentos indicados para esta época do ano são, principalmente, o tratamento de rugas, a retirada de pintas, manchas, vasos, tratamento para flacidez, procedimentos que estimulem a produção de colágeno, e remoção de tatuagem, entre outros.

Esses tratamentos costumam ser à base de ácidos, laser e peeling químico, que deixam a pele mais sensível e delicada. “Vale lembrar que o uso de protetores solares continua necessário para proteção da pele, mesmo no frio”. Conheça um pouco mais sobre os procedimentos dermatológicos indicados para o inverno.

Peelings químicos

De leve a média profundidade. Indicados para auxílio no tratamento de melanoses solares, rugas finas, estrias e acne. Podem ser realizados de 15 em 15 dias ou mensalmente de acordo com a orientação especializada. A pele deve estar previamente tratada e deve-se continuar, posteriormente, o tratamento domiciliar para manutenção.

Luz intensa pulsada

O método de luz intensa pulsada usa o recurso de emissão de luz, porém não como um laser, pois diferentemente deste possui diversos comprimentos de onda, atingindo vários tipos de alvo como a melanina, com as sardas e melanoses solares, os vasos sanguíneos na face e no colo e pela estimulação da produção de colágeno (flacidez e rugas).

Esta técnica pode oportunizar o tratamento de lesões faciais e corporais decorrentes do fotoenvelhecimento, como rugas finas, manchas no dorso das mãos, vasos faciais muito finos, rosácea, manchas solares, mudanças de textura da pele, olheiras, poiquilodermia (manchas, vasos e envelhecimento do colo e pescoço), entre outras. As sessões são realizadas mensalmente.

Depilação a laser

Utiliza o laser de diodo na remoção dos pelos. Ele destrói o pelo seletivamente, atingindo a melanina, o cromóforo natural do folículo. A perda permanente do pelo se obtém aplicando-se uma fluência adequada que leve à miniaturização do folículo, com sua degeneração e fibrose.

É necessário realizar sessões mensais deste laser, adequando a potência a cada tipo de pele. Normalmente, as ponteiras do aparelho possuem um sistema de resfriamento, que reduz a agressão à epiderme. É importante que os pelos não sejam depilados, nem pinçados antes do procedimento, apenas raspados.

Microdermoabrasão / Peeling de cristal

Por ser seguido ou não de máscaras despigmentantes, hidratantes ou de peelings químicos. O peeling de cristal é uma microdermoabrasão realizada na pele que utiliza cristais de hidróxido de alumínio. A aplicação leva, em média, 30 minutos, tendo variações de intensidade para cada paciente, de acordo com o entendimento do profissional responsável.

Este método também é recomendado e pode atenuar para o aparecimento e combate contra estrias, rugas superficiais, cicatrizes de acne e manchas escuras da pele (melanoses e melasma). Também pode ser seguido de peelings químicos, de acordo com a indicação do dermatologista, assim como de aplicação de máscaras calmantes ou mesmo máscaras clareadoras.

Radiofrequência e infravermelho

Indicado para o tratamento não-cirúrgico da flacidez tecidual, o procedimento de energia térmica, gerada pela corrente elétrica alternada ou pela luz, penetra profundamente na derme e subcutâneo, ocasionando com suas propriedades uma mudança na estrutura molecular do colágeno.

Isso leva a uma remodelação, com estiramento e enrijecimento da pele, sendo apontado como recurso no confronto contra a flacidez cutânea. Esses tratamentos são utilizados para brecar a flacidez facial, com sessões sendo feitas mensalmente e com duração máxima de 20 a 30 minutos.

Laser fracionado

Age através da fototermólise fracionada. Utilizado para o tratamento de cicatrizes (inclusive de acne), estrias e fotoenvelhecimento. Este é um tratamento que abre um caminho para melhora da qualidade e textura da pele. Tem resultado satisfatório, promovendo uma remodelação do colágeno e buscando resultado de uma pele mais fina e firme.

Essa técnica age aquecendo a pele e deve-se evitar exposição solar por, pelo menos, um mês antes e após o procedimento além do uso obrigatório do filtro solar.

Os demais tratamentos a laser também exigem cuidados especiais. É fundamental para o bom resultado que a pessoa seja avaliada por um dermatologista para um encaminhamento ao melhor tratamento para cada paciente em específico.

Outro cuidado importante é evitar a exposição excessiva ao sol durante e após o tratamento, pois o bronzeado pode gerar manchas, por um determinado período, que em geral se mantem na cútis em torno de um mês.

Fonte: Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica.

Deixe um comentário